728 x 90


Principais diferenças do CSharp para outras linguagens

Principais diferenças do CSharp para outras linguagens

O CSharp (C#) é uma das linguagens mais populares da atualidade e tem uma comunidade muito grande de desenvolvedores que adotam ela como sua linguagem de trabalho. Mas afinal, o que diferencia esta linguagem e faz com que ela seja tão popular entre os desenvolvedores de software na atualidade? É isto que vou tentar descrever

O CSharp (C#) é uma das linguagens mais populares da atualidade e tem uma comunidade muito grande de desenvolvedores que adotam ela como sua linguagem de trabalho.

Mas afinal, o que diferencia esta linguagem e faz com que ela seja tão popular entre os desenvolvedores de software na atualidade?

É isto que vou tentar descrever aqui neste artigo e se ainda não acompanhou alguns posts anteriores que falo sobre a linguagem, vou deixar o link também para o tópico sobre a linguagem CSharp.

Como acompanho a linguagem desde o inicio de minha carreira, é um motivo pelos quais falo bastante por aqui sobre a linguagem, embora hoje trabalhe com diversas outras stacks.

Um pouco sobre a linguagem CSharp (C#)

Para você que está iniciando na área ou nunca ouviu sobre a linguagem, a linguagem CSharp é uma linguagem de programação desenvolvida pela Microsoft e é parte integrante do .NET Framework.

Desde o seu surgimento em julho de 2000, ela foi projetada como parte da plataforma .NET da Microsoft, e a primeira versão oficial, C# 1.0, foi lançada em conjunto com o Visual Studio .NET em 2002.

Desde então, CSharp passou por várias atualizações e melhorias. Novas versões foram lançadas regularmente, introduzindo novos recursos, melhorias de desempenho e suporte a novas plataformas.

Com o tempo, C# tornou-se uma linguagem popular para o desenvolvimento de uma variedade de aplicativos, incluindo aplicativos Windows, aplicativos web (por meio do ASP.NET), serviços e aplicativos móveis (por meio do Xamarin).

Mas afinal, quais os diferencias desta linguagem da Microsoft?

Nem sempre é um dos assuntos buscados por quem quer iniciar seus estudos ou desenvolvimento de um projeto em uma determinada linguagem.

No entanto, acredito que seja importante o conhecimento profundo sobre os pontos fortes e fracos de uma linguagem de programação.

Além disto, muito importante também conhecer as suas principais aplicabilidades e como podemos atingir nossos objetivos ou de nossa empresa com a mesma.

Não seria diferente com o CSharp e por isso vou tentar resumir os principais diferenciais da linguagem.

Integração com o Ecossistema da Microsoft

Este item por si só já pode ser um diferencial e também um problema caso tenha que integrar com outros ecossistemas específicos. Mas o C# é fortemente integrado ao ecossistema da Microsoft, especialmente ao framework .NET.

Isso significa que ele é frequentemente usado para desenvolvimento de aplicativos Windows, aplicações web com ASP.NET, serviços com Windows Communication Foundation (WCF), entre outros.

Tipagem da Linguagem

C# é uma linguagem fortemente tipada, o que significa que os tipos de dados precisam ser declarados explicitamente. Isso ajuda a detectar erros em tempo de compilação e melhora a segurança do código.

Aqui está um dos mais nobres motivos talvez para você aprender a linguagem e focar em seus estudos. Nem todas as linguagens te permitem manter uma aplicação com o código razoavelmente limpo, o que faz muita diferença no dia a dia.

Programação Orientada a Objetos (OOP)

C# é uma linguagem fortemente orientada a objetos, facilitando a implementação de conceitos como encapsulamento, herança e polimorfismo.

Embora você consiga fazer o que quiser com uma linguagem, muitos dos sistemas e programas escritos que vai encontrar no mercado estarão utilizando a abordagem.

Delegados (delegates) e Eventos

C# oferece suporte a delegados e eventos, o que permite a implementação de padrões de programação orientada a eventos.

Isso é especialmente útil em interfaces gráficas e manipulação de eventos assíncronos.

LINQ (Language Integrated Query)

C# inclui o LINQ, que é uma extensão da linguagem que permite consultas integradas diretamente no código.

Isso facilita a manipulação de dados de fontes como bancos de dados, coleções e serviços web.

Propriedades e Indexadores

C# introduziu propriedades, que oferecem uma maneira mais fácil e controlada de acessar membros de uma classe.

Além disso, C# suporta indexadores, permitindo o acesso a objetos como se fossem arrays.

Neste sentido, as propriedades introduzidas pela linguagem CSharp a meu ver dão um ganho significativo na escrita de qualquer sistema.

Desenvolvimento Multiplataforma

Com a introdução do .NET Core e posteriormente do .NET 5 e .NET 6, C# tornou-se mais voltado para o desenvolvimento multiplataforma, permitindo a criação de aplicativos que podem ser executados em diferentes sistemas operacionais.

Portanto os usuários de outros sistemas como o Mac ou Linux já não aquela desculpa de ter que instalar o Windows para desenvolver em .NET.

Posts Carousel

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

Latest Posts

Top Authors

Most Commented

Featured Videos